Ligue Grátis e assine já!

0800 2893 7988

Você Está Em:

Central do assinante

Bioma Amazônia


22/09/2020

Bioma Amazônia

Maior floresta tropical do mundo sofre com o maior número de focos de incêndio dos últimos nove anos. A Amazônia é uma região de 8 milhões de km2 que se estende por nove países da América do Sul e compreende um conjunto de ecossistemas, no qual a bacia hidrográfica do Rio Amazonas e a Floresta Amazônica estão envolvidas. Além de abrigar a maior biodiversidade do planeta, a Amazônia é responsável por fornecer inúmeros serviços ecossistêmicos fundamentais à qualidade de vida da população humana, como regulação climática, água limpa para consumo e ar puro.

Contexto histórico sobre as queimadas na Amazônia

Caracterizada entre os principais contribuintes mundiais para a emissão de gases de efeito estufa, a queima de biomassa é uma prática recorrente e antiga no Brasil. Entretanto, a consciência global sobre seus possíveis impactos é relativamente recente. Atualmente, os desmatamentos e as queimadas são duas das maiores questões ambientais enfrentadas pelo Brasil. Embora distintas, as duas práticas estão tradicionalmente associadas, uma vez que a derrubada da vegetação quase sempre é sucedida pela queima de biomassa florestal para “limpar” a área.

Nesse contexto, a Amazônia permaneceu conservada até a inauguração da rodovia Transamazônica em 1970, considerada o marco inicial para a era “moderna” do desmatamento. A partir disso, a intensidade e o uso indiscriminado das práticas de queimada, utilizadas na preparação da área desmatada para atividades agropastoris, se transformaram em um grave problema ambiental para o Brasil. Além disso, os incentivos fiscais foram um forte condutor dos desmatamentos nas décadas seguintes.

Principais causas das queimadas na Amazônia

De acordo com os Relatórios de Ocorrência de Incêndios (ROI) do Núcleo de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Prevfogo, existem inúmeras causas para as queimadas e incêndios florestais. A primeira delas é o analfabetismo ambiental, que expressa o desconhecimento sobre os sistemas, as interrelações e interdependências dos processos que asseguram a vida na Terra. O analfabetismo ambiental é tido como a maior ameaça à sustentabilidade socioambiental do planeta.

A segunda causa apontada está relacionada à expansão das fronteiras agropastoris. Segundo o relatório, a preparação de áreas desmatadas para atividades agropastoris é a principal causa das queimadas na Amazônia. Durante essa prática, o desconhecimento das técnicas de prevenção e dos fatores que influenciam o comportamento do fogo é responsável pela dispersão descontrolada das chamas por toda a região. Além do analfabetismo ambiental e da expansão de fronteiras, causas naturais e comportamentais também são evidenciadas. Porém, sabe-se que a intensidade desses incêndios é menor e que eles geram poucos impactos para a Amazônia. Já segundo o estudo “Esclarecendo a crise das queimadas na Amazônia”, as principais causas dos incêndios florestais ligados ao desmatamento são a falta de governança local e a especulação da terra. A subsistência de agricultores e o manejo do gado de forma extensiva também aparecem como fatores que levam à queima da biomassa.

Fatores que contribuem para os incêndios florestais

O risco e a facilidade de propagação do fogo são influenciados pelos seguintes fatores:

 

 

Climáticos

As baixas precipitação e umidade relativa do ar e ventos fortes favorecem o início e a propagação do fogo na vegetação. A baixa pluviosidade na região durante o inverno resseca as coberturas vegetais, facilitando a dispersão de chamas. Altas temperaturas também aumentam os riscos de combustão. Ventos fortes e constantes, por sua vez, aumentam a evapotranspiração e diminuem a umidade relativa do ar, favorecendo a propagação do fogo na vegetação.

 

Topográficos

A declividade de um local também favorece a dispersão das chamas na vegetação. O fogo se alastra mais rápido quanto mais acidentado for o terreno. Além disso, regiões com inclinações acentuadas contribuem para regimes específicos de movimentação do ar, que também auxiliam na propagação do fogo.

 

Tipos de combustível

A combustão e a propagação do fogo também dependem da matéria orgânica que está sendo queimada. A natureza do fogo dependerá das constituições químicas da biomassa e do local em que ela se encontra.

 

Fatores que contribuem para as queimadas na Amazônia

Apesar das mudanças climáticas serem apontadas como fatores que favorecem a ocorrência das queimadas na Amazônia, evidências sugerem que o aumento de incêndios não foi determinado por elas. A alta incidência dos incêndios decorrentes do processo de desmatamento foi consistente com as imagens de queimadas em larga-escala ocorrendo em áreas desmatadas e que foram mostradas na mídia, enquanto as enormes plumas de fumaça atingindo altos níveis atmosféricos só poderiam ser explicados pela combustão de grandes quantidades de biomassa vegetal.

Impactos das queimadas na Amazônia

As queimadas são responsáveis por liberar gás carbônico (CO2) e metano (CH4) na atmosfera. Esses gases contribuem para o aquecimento global e podem mudar o clima da Amazônia, criando o ambiente propício para que outros grandes incêndios ocorram com mais frequência. Trata-se de um ciclo vicioso. A perda da maior reserva de biodiversidade do planeta e a poluição do solo e de ambientes aquáticos também são graves consequências geradas pelas queimadas.

Além disso, o desmatamento é responsável por aumentar o escoamento da água e, consequentemente, a descarga dos rios. Isso acontece porque a redução da cobertura vegetal diminui a infiltração da água no solo e as taxas de evapotranspiração. Esse processo altera as condições morfológicas e biogeoquímicas dos ecossistemas aquáticos, já que causa a exportação de sedimentos terrestres para os córregos.

As queimadas também contribuem para o aumento de casos de doenças respiratórias, já que afetam a qualidade do ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS), em documento elaborado para eventos relacionados a incêndios florestais, destaca a saúde como dependente de um ambiente saudável, evidenciando a necessidade em direcionar o problema das queimadas a um contexto global de mudanças. Além do gás carbônico, outras espécies químicas são produzidas e liberadas para a atmosfera durante as queimadas, como monóxido de carbono (CO), óxidos nitrosos (NO3) e hidrocarbonetos. Esses elementos sofrem reações fotoquímicas que auxiliam na formação de poluentes secundários, os quais atuam como gases do efeito estufa e intensificam o aquecimento global.

10 ações práticas para ajudar a salvar a Amazônia

  • Contribuir com doações de bens e tempo em instituições a favor da preservação;
  • Participar de ativações, mobilizações e campanhas;
  • Assinar e divulgar petições com foco em políticas públicas;
  • Cobrar posicionamento de marcas e pessoas que têm relevância para a causa;
  • Eliminar ou reduzir o consumo de carne. O consumo de carne no Brasil é o dobro do sugerido pela OMS;
  • Consumir madeiras e papéis certificados;
  • Apoiar marcas que produzem de forma sustentável;
  • Apoiar a resistência dos povos indígenas;
  • Apoiar projetos de agrofloresta e outros de impacto socioambiental positivo.

Além disso, o fim das queimadas está diretamente relacionado com a interrupção nos desmatamentos. Para isso, são necessárias quatro linhas de atuação que incluem:

  • Implementação de políticas públicas ambientais efetivas e perenes;
  • Apoio a usos sustentáveis da floresta e melhores práticas agropecuárias;
  • Restrição drástica do mercado para produtos associados a novos desmatamentos;
  • Engajamento de eleitores, consumidores e investidores nos esforços de zerar o desmatamento.

 

Fontes: Esclarecendo a crise de queimadas na Amazônia, As queimadas na região amazônica e o adoecimento respiratório e Queimadas e incêndios florestais

 

É hora, também, para refletirmos sobre a importância de conservá-las, pois elas são fundamentais para enfrentar as mudanças climáticas e conter a rápida perda de biodiversidade – e este momento crítico e prioritário de enfrentamento ao Covid-19 deixa isso ainda mais claro.


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Noticias
SEDE

Rua Jõao da Silva Araujo, 328
Bairro José Moysés Nacif
- Minas Gerais

(33)3322-7799

WhatsApp : 33 3322-7770 / 0800 283 7988

Ligue Grátis ! 0800 283 7988
atendimento01@supercabotv.com.br

Show Room

Rua Jõao Pinheiro, 31
Bairro Centro
- Minas Gerais

(33) 3322 - 3434

Acesse Nossas Redes Sociais

Desenvolvido Por VersaTec